9 de nov de 2016

Olhar a aldeia durante a noite e viver nela um dia inteiro

Por Lugana Olaiá
Tem índio que vela o sono de outros e alivia seu próprio coração.
Tem índio que sente a falta e fica esperando acordado pra proteger e acolher.
Tem índio que pode até apagar a fogueira, pois apenas a sua presença ilumina a aldeia inteira.
Tem índio que é paz, mesmo sem estar presente, é corrente positiva.
Tem índio que é braço forte e energia para trabalhar junto.
Onde tem dureza de pé no chão, tem riqueza de água dourada.
Índio e caboclo são a família que ajuda a unir essa aldeia, mesmo enquanto dormimos.

Nenhum comentário: